Rotina – looping

Não sei se comentei de lopping, faz um tempo que não posto nada. Mas não parei de gravar, me ouvir e escrever.

Enfim. Looping é um tipo de algoritmo que se repete devido ao gatilho. Por exemplo:

Está chovendo?
Sim
Fechar janela

3 minutos depois:

Está chovendo?
Sim
Manter fechada.

Será assim até que o gatilho mude:

Está chovendo?
Não.
ABRIR JANELA.

Em automação e em todos os processos robóticos existe essa base. Ai que está o ponto. Sua mente também. Por isso em homodeus é falado sobre o homem ser um conjunto de algoritmos. Seus vícios funcionam assim também:

Estou triste?
Sim (o que eu faço quando estou triste? Como, fumo, reclamo?)
FUMAR.

Pronto, você está no controle sem estar no controle. Me entende? Seu subconsciente fez o que sempre fez, e você entrou no looping, próxima variável:

Terminei o job?
Sim (o que eu faço quando termino o job? Como, fumo, levanto da mesa e converso com outras pessoas, pego um café?)
FUMAR.

Mas eu quero parar de fumar (começa o diálogo interno), mas você fumou já, amanhã você pára.
Se silenciar, você fuma, se você pensar que não quer, vai ativar mais falácia.
Um cigarro para quem fumou 5000 não faz diferença.

Enquanto isso, seu subconsciente vai te levando ao fumódromo, você coloca o cigarro na boca, e acende. E seu consciente fala, viu, está fumando.

Ao final desse processo, o looping se reinicia. E voa-la, você tem um vicío baseado no gatilho, passa por um processo e recebe uma recompensa, ou uma punição, e se for pelos dois você vai perder o controle para o vício.

Isso acontece não só com hábitos, mas com dias, como assim?
Você acorda, abre os olhos obviamente, escova os dentes, toma banho, sai para pegar onibus/carro. Chega no trabalho, respira fundo porque já está de saco cheio da mesma coisa, mesmas pessoas, mesmas picuinhas, mesmos comportamentos. Sai para almoçar em algum lugar legal (ou não), come, paga o suficiente para falar, está cada dia mais caro comer aqui, volta pro trabalho, respira fundo. Entra consegue resolver o job, sai pra fumar, volta, trabalha mais um pouco, sai do trabalho, pega o onibus/carro para voltar. Chega em casa, toma banho, faz o que tem de fazer, lavar louça, arrumar a casa, e deita pra dormir com a sensação de dever cumprido. Perfeito.

Repete todo o processo todo dia. Chega sábado, dorme até mais tarde, não faz nada sobre a casa, pede ifood, reclama com a tv, dorme. Acorda no domingo cansado porque não fez nada no sábado. E reclama porque segunda tem de trabalhar. Repete-se mais 5 dias.

Não são todos que entram nesse processo, mas é bom para raciocinar, mas se você entra, por favor, tenha atenção plena e consciência, se não está fazendo nada para você, como quer morrer feliz, ou viver feliz. Você é nada, fazendo nada, transformando seu tempo em capital para uma empresa, ou uma pessoa… Onde isso faz sentido?

Vai trabalhar, e depois morrer, e não construiu nada? Onde está o propósito.

Onde está o ponto? Se você não tem controle diariamente, você vai fazer o seguinte:
Planeje o dia seguinte, exatamente o que vai fazer, pelo menos o que depende de você.
Coloque um lembrete, na frente do computador, na carteira, na proteção de tela do celular para que você não saía do planejado.

E é isso, se você quer ser magro, seja magro agora. Rico, seja rico agora. Saudável, seja saudável agora.

Veja o que rolou comigo.