Elogios

Não sei elogiar mais, e também receber. Desaprendi. O que tem aqui dentro é tão denso que não consigo fazer ninguém “feliz” de alguma forma que não me coloque pra baixo. Doente? Talvez. O fato é que depois de muito tempo interagindo com pouquíssimas pessoas, e reduzido a pensamentos somente seus, você acaba por desencanar de falar coisas boas para seus semelhantes.

E como eu estou insatisfeito/infeliz do modo que me encontro, manifesto isso em todos ao meus redor, incluindo reclamações, ausência de elogios, e justificativas quando recebo um.

Para mudar esse comportamento, é necessário um treinamento.

Treinamento por ter de olhar e prestar atenção nas pessoas ao seu redor, e notar algo que te salte aos olhos, ou algo que ninguém percebeu. Isso ajuda tanto você quando se olha no espelho, quanto ao outro que muitas vezes se acha invisível (não são todos que são lindos e fodas o tempo todo).

Só de fazer o outro feliz, a vibração sobe de frequência. Se fizer isso diariamente você pode acabar criando uma âncora em sua presença, e isso é legal. Saber que sua presença trás benefícios aos outros mesmo com você calado.

Quanto comento para fazer elogios, comento sobre algo sincero, que você sinta. Não é forçar, forçado soa artificial, e seu tiro sairá pela culatra. As pessoas podem não dizer, mas elas sentem, seu inconsciente guarda, então por favor se for fazer, faça sinceramente.

Boa sorte.